21/04/2009

"A arte desaparecerá à medida que a vida ganhar equilíbrio."(Mondrian)

Grande parte dos movimentos artísticos registram uma busca da alma humana, a fim de satisfazer seus anseios, a proposição de uma nova realidade, questionando a realidade presente. O fato é que toda a tragetória humana registrada por meio da arte, traz a demonstração do incessante duelo entre a emoção e a razão, a materialidade e a espiritualidade, o antropocentrismo e o teocentrismo, emocionalismo e teocentrismo, o despudor e a pureza, o claro/escuro, figura/fundo, a forma e o conteúdo. Mondrian foi muito feliz em sua afirmação, de forma que o equilíbrio da vida humana tiraria em parte esta necessidade e utilização da arte, se é que este deve ser essencialmente o seu papel.