14/04/2009

Pinacoteca do Estado de São Paulo



Inaugurada em 1905, a Pinacoteca do Estado foi o primeiro museu de São Paulo. Sua construção foi inicialmente concebida para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios da cidade, a grande escola responsável pela formação de mão-de-obra especializada para a construção civil. Foram esses trabalhadores que edificaram a São Paulo dos barões do café e das indústrias emergentes do começo do século XX. No dia 24 de dezembro de 1911, a Pinacoteca realizou sua primeira grande exposição coletiva - a 1ª Exposição Brasileira de Belas Artes.

Identidade

A partir de então, o museu começou a formar o seu acervo, recebendo obras de artistas como José Wasth Rodrigues, Victor Brecheret, Anita Malfatti, Alípio Dutra e Túlio Muanaini, entre outros. Com o passar do tempo, devido a contingências históricas, o museu chegou a ficar fechado durante dois anos, teve seu endereço mudado várias vezes e o seu acervo foi dividido entre diversos órgãos públicos, até ser novamente reunido em 1931, quando foi criado o Conselho de Orientação Artística do Estado.

Brasil!

A história da Pinacoteca confunde-se com a de outras importantes instituições culturais, como a Escola de Arte Dramática, criada por Alfredo Mesquita em 1948, que funcionou no prédio do museu até o final da década de 60; e a Escola de Belas Artes, que ali também esteve instalada da década de 60 à de 80. Outro marco na história da Pinacoteca foi o tombamento do seu prédio, em 1982, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico Arqueológico e Artístico do Estado (Condephaat), com a finalidade de preservar um dos principais componentes do conjunto urbano do bairro da Luz, com sua arquitetura típica da passagem do século.

Tecnologia

Nos anos 90 um projeto mais amplo de recuperação das instalações, então bastante danificadas, começou a ser desenvolvido. Com a reforma do prédio, a Pinacoteca tornou-se um dos poucos museus do País capacitado a receber grandes exposições nacionais e internacionais, em virtude dos recursos técnicos de que passou a dispor, como, por exemplo, o sistema de climatização interna na completa recuperação das estruturas, especialmente pisos e coberturas, e das instalações hidráulicas e elétricas.


A Pinacoteca não foi reestruturada apenas em seu espaço físico, mas também em seu conceito.
Desde a sua reinauguração, em 1998, foram estabelecidos novos padrões. A fim de melhor adequar-se à função museológica, passou a contar com uma oficina especializada em restauração de obras de arte e com a primeira escola do país especializada no treinamento de mão-de-obra para trabalhos em museus.
A Pinacoteca fica ao lado da Estação Luz, um importante marco na história arquitetônica de São Paulo. Construído entre 1895 e 1901, no lugar da estação ferroviária original de 1867, o prédio da estação atual é um símbolo do período áureo do café e da revolução industrial.

Arte +arte +arte ...

Hoje, a Pinacoteca abriga em suas dez salas um acervo considerável da arte brasileira acadêmica, moderna e contemporânea, representada por trabalhos de artistas dos séculos XIX e XX. O acervo permanente possui em torno de 6 mil obras de artistas como Rodin, Brecheret, Pedro Américo, Tarsila do Amaral, Emiliano Di Cavalcanti, Cândido Portinari e Camile Claudel, entre outros. Mas são as mostras temporárias que renovam o público mês a mês. O museu mantém, ainda, uma biblioteca especializada, aberta à consulta pública.