26/11/2010

Bodas

  Lindinhas não estou ausente, estou "atuando nos bastidores", mas vou deixar todas á par de tudo em que a minha cabecinha está trabalhando...
 Já falei sobre Bodas e aniversários de casamento em outros posts, e como estou em vias de completar a minha primeira boda, sigo me envolvendo com os preparativos e me aprofundando ainda mais no assunto! `Percebi que esta comemoração tem recebido atenção e criações especiais, e, advinha se a minha cabeça não começou a ferver de idéias! Estou a três semanas das Bodas de Papel (que alegriaaa)...
Mas vamos ao que interessa:

  Boda é a celebração, civil ou religiosa, que celebra o casamento.

  A palavra boda vem do latim vota (plural de votum -promessa) referida ao fato de fazer os votos matrimoniais. Com a confusão do neutro em latim vulgar perdeu seu sentido e confundiu v por b.

  Uma lenda atribui uma falsa etimologia a que na antiga Judéia[1][2] tinha-se o costume de matar um cabrito para o churrasco nas comemorações de casamento ou aniversário de casamento. Com o tempo, o cabrito foi substituído pela fêmea do bode, a "boda", cuja carne era muito mais macia. Matar a "boda" era sinal de que haveria festa. Devido a isto o nome "boda" passou a ser sinônimo de festa, hoje em dia mais falada para casamentos.

   As primeiras referências a comemorações desse tipo são sobre as de prata e de ouro e parecem ter origem na Idade Média na parte germânica da Europa quando o marido dava à sua esposa uma grinalda de prata quando completavam 25 anos juntos e uma grinalda de ouro nos 50 anos. Todos os outros aniversários ganharam símbolos bem mais tarde. O primeiro registro do quinto aniversário (madeira), por exemplo, é de 1875. E assim, os casais se presenteiam mutuamente a cada comemoração, com um presente correspondente ao ano.
     A norte-americana Emily Post, a maior expert em etiqueta, escreveu no início do século XX um livro que é considerado a bíblia no assunto. Nele ela afirma que até então (1922) somente 8 aniversários eram reconhecidos (1, 5, 10, 15, 20, 25, 50 e 75), mas que a tendência era celebrar todos os aniverários e ela fez uma lista com sugestões de presentes simbólicos para os primeiros quinze anos e a cada cinco anos depois disso. Essa listagem é a base para as listas que existem até hoje...