13/07/2011

É plágio!

Gente quem se lembra do nosso convite de padrinhos?
http://aimoor.blogspot.com/2009/06/promovidos.html
Foi totalmente idealizado pelo meu marido então noivo - Caue Guimarães e desenvolvido pelo designer Diego Boaventura. e todo o nosso set de papelaria tb!
http://aimoor.blogspot.com/2010/01/o-melhor-5-impressos.html

     Pois é, uma ideia genial, e acabo de descobrir que nosso convite foi publicado sem dar os créditos, copiado, plagiado porcamente e comercializado em um blog de "sugestões" para noivas!
Que horror pessoal! Prá quem acompanha sempre esta página, sabe das minhas convicções em relação á criatividade e autonomia artística. Uma coisa é buscar referEncias, que é fundamental em qualquer processo criativo - desde que o mundo é mundo, desde a arte da pré história, passando pelo egito até os dias de hoje esse é um aspecto fundamental da produção artística. Todos devem criar, seja se inspirando seja inovando totalmente. Mas sempre mantendo as referências e os créditos aos que contribuiram! E neste caso tudo isso foi destruído! Vejam vcs mesmos:
http://blogcasadinhos.blogspot.com/2009/12/diario-da-noiva-10.html
http://blogcasadinhos.blogspot.com/2009/12/diario-da-noiva-11.html

Mas a vida é assim, uns nasceram pra serem produtores e outros consumidores. E me esforço e pago o preço de estar no primeiro grupo. É fato que não há nada de novo de baixo do céu (Eclesiastes), que nada se cria tudo se transforma, mas existe critério etico para certos procedimentos e publicações, apropriações, recriações. O nosso convite foi publicado em uma revista de noivas do Rio de Janeiro no ano passado. A editora nos enviou um e-mail solicitando a autorização, depois nos encaminhou um exemplar da revista pra guardarmos, entrou em contato com o designer, enfim, um procedimento ético e totalmente profissional. O que infelizmente não aconteceu neste referido blog!
   E estou tão estarrecida que nem sei qual o procedimento correto, não sei se tem leis quanto a isso, só espero que os autores corrijam isso, rapidamente.